20080514

5:10h. Acordo com um sonho. Um sonho religioso. Nele teve um enorme estrondo de trovão. De repente os céus se abriram e Deus apareceu e a voz Dele trovejou para mim... "Eu estou contrariado com você, meu filho." Ele disse. Ele estava carrancudo. Eu estava tremendo, no sonho, e olhei para cima e disse: "O que eu faço agora, Senhor?" E Ele disse: "Você está atrasado para o seu trampo de merda." E depois percebi que era meu pai.

Me sentei na cama, coloquei as mãos nos meus joelhos nus, esfreguei os olhos e encarei meu pai. Ele parecia estar de ótimo humor, apesar do horário.

Nada como acordar de bom humor numa manhã escura e fria de quarta-feira.

3 comentários:

Rodrigo disse...

Muito bom isso aí!!!!
Tu já leu a Ilha dos Pingüins do Anatole France??

Rodrigo disse...

P.S. - Me lembrou Salinger e Bukowski, só não me pergunta o porquê...

Reis disse...

fico animal mesmo!
e realmente lembra bukowski =]
ainda bem que vc tem companheiros de trabalho pra te mostrar gordinhas caindo da esteira não é?
senão o dia não anda